Categorias
Dicas Mercado de Trabalho

10 ideias de négocio em alta para ser seu próprio chefe.

Conheça algmas oportunidades que só dependerão de você para que ser torne seu próprio chefe.

Muita gente sonha em ter o seu negócio próprio, mas não sabe de fato por onde começar, ou até começam mais por inúmeros motivos ser perdem no meio do caminho, a seguir confira algumas dicas que podem abrir a sua mente e te fazer virar seu próprio chefe.

Vamos as dicas:

É importante que você defina o que você quer fazer;
Converse com as pessoas que você ama sobre a sua nova proposta de trabalho;
Saiba o básico de informática;
Tenha o seu espaço exclusivo de trabalho;
Desenvolva um bom plano de negócios;
Sempre busque atrair novos clientes;
Cuidado e disciplina na hora de trabalhar;
Divirta-se com o seu negócio;
Reinvista parte de tudo que ganhar;
Tenha separado suas finanças pessoais da sua empresa.
A seguir vamos dar algumas dicas de negócio que você pode invisti seu tempo e dinheiro e quem sabe obter sucesso com isso:

Trabalhe decorando bolos.
Esse é um nicho de mercado que cresce a cada dia. Muitas confeitarias são especializadas em decoração de bolos e apresentam detalhes cada vez mais complexos. Alguns deles são até prestadores de serviços para famosas cadeias de bolos ou doces.

Comidas congeladas é o foco do momento.
Para quem tem talento culinário e quer começar um negócio em casa, os congelados ou quitutes são outro ponto de partida para o crescimento. Pode ser uma receita familiar ou um pão de queijo que só você sabe fazer, o importante é que o primeiro passo é selecionar o produto e verificar a possibilidade do seu congelamento.

Ser torne um passeador de cãos
Essa ideia foi introduzida e atraiu muitos fãs no Brasil. Os donos de cães que trabalham o dia todo contratam cães para passear, alimentar e brincar com os animais todos os dias. Este serviço é geralmente cobrado mensalmente.

Redator de conteúdos.
Saber como se comunicar com o público-alvo online por meio de conteúdo atraente é tarefa dos especialistas em criação de conteúdo. O profissional deve saber escolher a melhor forma de expressão para o cliente se comunicar por meio do site e das redes sociais.

Ele pode trabalhar por conta própria e encontrar seus próprios clientes (geralmente empresas), ou pode trabalhar para empresas de conteúdo / disseminação. A proficiência em português é essencial.

Seja um blogueiro.
Se você for um especialista em algum assunto, pode criar um site / blog sobre esse tópico e se tornar um blog. Os blogs mais visitados podem contar com publicidade paga (por exemplo, anúncios pagos de empresas de publicidade ou Google AdSense), postagens patrocinadas e outras formas de remuneração.

Para tanto, é necessário estabelecer um público participativo relevante para gerar movimento em seu site e fazer com que apareça sobre o tema em posição adequada no mecanismo de busca da Internet.

Secretária Remota
Hoje em dia, com o auxílio de recursos técnicos, pode-se prestar serviços de secretariado domiciliar. Este serviço é muito procurado por pequenas e médias empresas e profissionais liberais e inclui desde a procura de novos clientes, a marcação de reuniões até a transferência de chamadas (como se estivesse no mesmo local que o contratou).

Agente de viagem
Organize e compre roteiros de viagens para indicar as melhores opções de viagens para seus clientes. O serviço pode ser executado de forma independente ou em nome de empresas do setor.

Já ouviu falar em serviço clipping?
A edição é um serviço que precisa ser monitorado pela imprensa para manter toda a sua aparência ou acompanhar o mercado, é um serviço que a empresa muito precisa. Esse serviço pode ser realizado em casa, assinando os principais jornais e revistas (ou segmentando por cliente).

Agente de artista.
Para realizar o seu trabalho da melhor forma, muitos artistas optam por contratar agentes para gerir os seus negócios. O profissional deve tratar da contratação, contato com a imprensa e imprensa, aprovação do estilista, propaganda, etc. de forma planejada para atrair seus clientes.

Nutricionista
O trabalho diário de um nutricionista inclui o desenvolvimento de cardápios, receitas e a especificação da dieta adequada para seus pacientes. Pode ser solicitado pelo próprio paciente, orientado por um médico, ou pode buscar ajuda profissional de empresas que buscam orientação sobre refeitórios ou alimentação.

Vamos as considerações finais.

Análise primeiro se tem algum espaço na sua casa que possa utilizar;
Dependendo da atividade é preciso que você fique atento (a) as regras municipais, federais e estaduais, pois em alguns casos você vai precisar de um alvará especial e licenças bem especificas.
Muitas das opções de negócio que demos acima é para fazer fora de casa, mais recomenda-se que o seu escritório privativo fique sediado no home office;
Todas as atividades que incluem preparo de alimentos devem seguir regras de higiene especifica, para o preparo e armazenagem do mesmo.
É importante que ao decidir o que você deseja fazer, desenvolva um plano de negócio bem elaborado com o passo a passo bem estrategico para que você consiga alavancar bem o seu negócio e assim obter sucesso sendo o seu próprio chefe.

Lembre-se que surgiram muitos obstáculos ao decorrer do caminho, porém vale ressaltar a importancia de ser persistente e focado naquilo que você deseja conquistar, o sucesso só depende de você e a persistencia será um foco de sucess para que o seu empreendimento suba de fato no mercado.

Categorias
Mercado de Trabalho Sem categoria

O Mercado de Trabalho Mudou, e Agora?

O Mercado de Trabalho Mudou, e Agora?

Apresentação – Gean Wagner, economista, bancário, diretor da Fanex rede de ensino.

O futuro do mercado de trabalho está sempre passando por transformações, não sei se lembram, mas na live que participei sobre o profissional do mercado de trabalho do futuro foi falado Sobre os profissionais que se aposentavam no passado com 40 anos trabalhando na mesma empresa, algo que não ocorre mais nos dias de hoje. Falei também sobre trabalhabilidade e empregabilidade, empreendedorismo, habilidades e competências. 

Essas características se desenvolveram pela necessidade de mudança profissional causadas pelas transformações no mercado, o qual se modifica dia pós dia exigindo cada vez mais dos profissionais que o compõem. 

Antes um profissional passava anos em uma empresa até sua aposentadoria, jamais se pensou em um funcionário trabalhar de casa, e hoje o home office está aí como exemplo de mudança. 

Vocês já assistiram um filme chamado De Porta em Porta de 2002, ele conta a história real de um Homem chamado Bill Porter que vendia de porta em porta,conseguindo ser o melhor vendedor da empesa onde trabalhava. Assistam, poise-se filme traz um grande ensinamento e reflexão sobre adaptabilidade. 

O Bill Porter teve essa dificuldade de adaptação,visto que não se capacitou com o surgimento de novas tecnologias com a mudança da venda de porta a porta para a venda por telemarketing, o surgimento do computador e etc. 

Ainda sobre mudanças, a situação dessa pandemia, veio acelerar a transformação que vinha acontecendo em algumas das nossas empresas que a pelo menos 4 anos, já estava colocando alguns de seus profissionais em home office acompanhando o que estava acontecendo no mercado externo. 

As empresas hoje já descobriam os benefícios dos funcionários em home office, como diminuição dos cursos com aluguel, menor investimento em equipamentos e mobiliários, diminuição de atrasos dos funcionários, melhora da qualidade devida deles que acabam por ser revertidas em maior produtividade. 

Essa mudança no mercado do trabalho veio para todos. Para esse novo mercado é necessário a adaptação, e esta deve ocorrer nos três agentes: 

– Na empresa: Na relação de espaço físico e funcionamento, visto que passa a ser um espaço muito mais de integração e de passagem de conhecimento.

– Nos líderes: que passam a ter uma visão diferente sobre a liderança e uma postura de chaco, mais do que nunca como um grande incentivador.

– E do colaborador: este que assume um papel cada vez mais de protagonista.  Veja abaixo algumas das profissões impactadas: 

Profissionais da saúde – Terão de utilizar recursos tecnológicos de monitoramento de pacientes e trabalhar com a telemedicina.

Professores – Terão que ter domínio sobre tecnologia, redes sociais, blogs e canais de informações como Youtube e Podcasts.

Arquitetos – Terão de se preocupar cada vez mais com meio ambiente e biossegurança.

Artistas em geral – Deverão usar plataformas eletrônicas para expor suas criações para os usuários, o que exigirá maior qualificação tecnológica e muita interação com e-commerce.

Vendedores – Ter domínio de ferramentas de comunicação e e-commerce se tornará essencial, pois uma parte considerável dos atendimentos se dará na modalidade à distância, mais com atendimento personalizado.

Paralelo a isso, não podemos esquecer que, como já citamos no início da matéria, o mercado de trabalho já vinha passando por uma grande revolução digital. Um estudo recente da universidade de Oxford chamou a atenção do mundo ao apresentar que cerca de 45% dos empregos poderão ser eliminados até 2030 e novos cargos surgirão.

 Ainda citando o livro “Meu Emprego Sumiu!”, Fernando Barra ressalta que a busca por profissionais habilitados para este novo tempo gera uma imensidão de oportunidades e que é preciso se preparar para as habilidades profissionais mais requeridas. Diante de tantas mudanças no mercado de trabalho, não há dúvida que é hora de se reinventar. Seja para o colaborador, líder ou empresa. 

Não importa se você é pequeno ou grande, quem se adapta mais rápido tem mais chances de sobreviver. Já dizia o professor Leon C. Megginson, da Louisiana State University, em um discurso em 1963 sobre a “A Origem das Espécies” de Charles Darwin: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta àsmudanças”.

Categorias
Mercado de Trabalho Sem categoria

Você está preparado para o mercado de trabalho futuro?

Você está preparado para o mercado de trabalho futuro?

O MERCADO DE TRABALHO DO FUTURO

Será que devemos esperar o futuro para fazer as mudanças necessárias ou já podemos fazer as mudanças aqui e agora? Afirmo a você que a segunda opção é a mais indicada! Se você ainda está na primeira opção fica aqui comigo porque vamos falar um pouco sobre empregabilidade x trabalhabilidade.

Creio que alguns nomes devem ser considerados aqui e devemos nos familiarizar com eles, são: Empoderamento profissional, Empregabilidade e Trabalhabilidade.

 

EMPODERAMENTO PROFISSIONAL: 

É um processo no qual, por meio da conscientização e da informação, é concedido o poder a uma pessoa ou a um grupo delas.

O Empoderamento não pode ser confundido com você ter mais poder que outras pessoas, ter mais direitos não, a melhor forma de definir o empoderamento é conceituando essa expressão como a capacidade natural ou adquirida de desempenhar qualquer ação de forma consciente.

Esse conceito e importante para os outros dois conceitos que vamos falar aqui e que remontam ao passado, em meados de 1960. 

Na década de 60 para hoje existiram várias gerações influenciadas por momentos diferentes como o aumento da industrialização, o barateamento da tecnologia, a globalização e o avanço nos meios de comunicação que vieram a encurtar distâncias e dessa forma influenciar as gerações com mudanças significativas na forma de se relacionarem e produzirem. 

Nessa década as relações de trabalho eram de longo prazo, o que significava que um trabalhador entrava em uma empresa e ficava nela até se aposentar, algo que vem se modificando ano após ano.            

Para desenvolver mais o tema vamos falar sobre o termo EMPREGABILIDADE. 

Este por sua vez, surgiu na década de 90 com as transformações causadas pela globalização e surgimento da internet. Ela nada mais é que você trabalhar nas suas competências e experiências além de atualização profissional (Constantemente investindo em seu desenvolvimento, tornando-se atraente ao mercado de trabalho – Empregável).

O foco da empregabilidade e sempre manter-se atraente e atualizado para o mercado de trabalho. Ela é algo importante para todas as idades e experiências profissionais e pode te auxiliar na busca de um novo emprego, melhoria salarial ou recolocação profissional.

Agora vamos focar no futuro, pois o mercado de trabalho do futuro não vai focar em empregabilidade e sim em trabalhabilidade. Gravem esse nome. 

Nos dias atuais o futuro foca em TRABALHABILIDADE que significa você desenvolver suas competências e seus talentos, fortalecendo suas experiências e se atualizando profissionalmente possibilitando a geração de oportunidades em RENDA, e trabalho.

A trabalhabilidade foca em está atrativo para as empresas, já Empregabilidade foca não nas empresas e sim na possibilidade do profissional construir suas próprias oportunidades, e isso nos leva um uma outra palavrinha bem falada ultimamente que se chama EMPREENDEDORISMO.

Diferente do que a gente aprende por aí, empreendedorismo não é a gente abrir uma empresa, é uma competência, uma atitude que já é muito valorizada e procurada por algumas empresas no mercado de trabalho. 

Você pode empreender com suas ideias sendo empregado dentro de uma empresa ou mesmo sendo empresário com inovações, com projetos.A trabalhabilidade foca muito em você ser o responsável pelo seu crescimento e desenvolvimento, em você ser o protagonista da sua carreira! Em você ser o responsável por gerar e criar oportunidades constantemente independentemente de você ser CLT, autônomo ou empresa.             

Vocês já notaram que ainda hoje as pessoas tendem a colocar a culpa de não terem uma carteira assinada aos outros (governo, prefeituras, empresas) e acabam se esquecendo que a obrigação para estar preparado para as oportunidades não é deles, e sim e uma atitude proativa do próprio profissional. 

Esse tipo de profissional despreparado acaba se frustrando pois não consegue uma condição de emprego adequada, vindo a migrar para o subemprego com baixos salários e poucas condições de trabalho. 

Esse profissional não está preparado para a época atual, quanto mais para o futuro que está chegando.Pessoa não pensem que isso tudo que eu estou falando vai acontecer só lá no futuro, pois a verdade é que já estamos passando por uma transformação constante que se iniciou com a 1 revolução industrial e de lá para cá vem se tornando cada vem mais rápida. 

Na verdade, o futuro já está acontecendo aqui e agora!O CLT não vai acabar, mas ele vai ter um espaço cada vez menor no mercado de trabalho, cada vez mas nós vamos nos aproximar com o que acontece nos EUA, onde o home office é muito mais presente, onde a educação a distância e hibrida está muito mais difundida, onde você não precisa sair todo dia de casa e pegar horas de engarrafamento para ir a uma universidade, pois a universidade está a sua porta!

Prestem a atenção! Quanto mais resistente você for, maior a possibilidade de não haver espaço para você nesta nova transformação, maior a possibilidade de você ficar dando murro em ponta de faca e acabar sofrendo pela sua resistência a mudanças.

Darei agora 6 orientações para as pessoas estarem a frente na corrida a esta revolução profissional: 

1.     MENTE ABERTA PARA AS MUDANÇAS – Mesmo que você não esteja confortável com o que está acontecendo é inevitável você participar disso, é necessário. Se você está esperando um emprego CLT e acha isso um pouco complicado no momento, comece a considerar começar a empreender, a se reinventar. Provavelmente você tem talentos e competências incríveis que podem te fazer uma pessoa de sucesso, só basta você acessá-los, mas você está com a crença limitante que somente emprego CLT é a solução da sua vida.

 2.     FORTALEÇA SEU NETWORKING – Desenvolva sua rede de contatos para que você consiga se relacionar com o maior número de pessoas, isto é importante para geração de valor e construção de influências para o desenvolvimento de projetos. 

3.        CAPACIDADE DE APRENDIZADO – Ela é uma das principais competências do profissional do futuro, chamada de uma meta-competências do profissional do futuro; 

4.   FORTALEÇA E DESENVOLVA SUA INTELIGENCIA EMOCIONAL – Você pode fazer isto através de leituras, de cursos, de terapias, pois estas quem vão te ajudar a se autoconhecer e se aprofundar em si mesmo.

5.    DESENVOLVA O PROTAGONISMO – Não espere pelos outros, seja você o construtor de seu futuro, assuma as responsabilidades por seus erros e acertos, pelas suas conquistas e fracassos. A responsabilidade não precisa ser um fardo e sim um orientador de suas ações, algo estratégico que ira de conduzir aos seus sonhos;

6.  SEJA GESTOR DE SEU DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL – Isso quer dizer que você não pode ficar aguardando que uma empresa te contrate e depois coloque você para aprender o que ela precisa, para ela te pagar um curso, fazer um treinamento, pois isto não vai mais acontecer, você deve se desenvolver pessoal, profissional e intelectualmente por conta própria. Não esperem pessoas ou empresas darem oportunidades, vocês devem criar as oportunidades! 

A pessoa que é gestora de seu desenvolvimento não fica aguardando alguém dizer para ela o que ela tem de fazer, ela busca, ela identifica, ela procura os cursos, quer ser técnicos, profissionalizantes ou faculdades que tem de adquirir, ela tem de ter essa percepção. 

Olha que isto já está acontecendo!  Esses são algumas competências que irão de fortalecer e guiar a sua trabalhabilidade para você não se tornar ferramenta de tropeço de si mesmo. 

Não espere o futuro, começa aqui e agora!